A ética do psicólogo

No último final de semana ministrei uma oficina em um colégio particular em São Paulo, a convite da minha grande amiga Paula Napolitano (também psicóloga e terapeuta sexual). Foi organizado um fórum de profissões, onde alunos do Ensino Fundamental II e Ensino Médio tinham a possibilidade de assistir palestras e oficinas sobre as mais diversas profissões. E eu, claro, fui falar sobre psicologia.

Durante minha apresentação, um dos alunos fez uma pergunta interessante: “Nina, o que seria a ética de um psicólogo?”

E a pergunta do jovem rapaz me fez pensar. E gostaria de compartilhar minhas reflexões com vocês.

____________________________________________________

Em uma primeira análise mais pragmática (e talvez mais superficial) da questão, podemos avaliar o próprio Manual de Ética sugerido pelo Conselho Federal de Psicologia, onde uma série de normas e condutas são descritas, a fim de normatizar uma base regular da postura desse profissional em suas diversas áreas de atuação. O que podemos redigir em um laudo, como fazer esse laudo, obrigações básicas do psicólogo (como registrar, por escrito, toda e qualquer atuação profissional), uma série de normas sobre como fazer seu marketing profissional, etc.

Um ponto importante e que geralmente causa curiosidade é a questão de sigilo. Sim, é de responsabilidade do psicólogo manter sigilo do que lhe é confessado, bem como das avaliações e conclusões feitas. Porém, em situações onde a vida do paciente ou de outra pessoa corre perigo, esse sigilo pode (e deve) ser quebrado.

Por exemplo, se o meu paciente com ideação suicida está em sério risco de cometer uma tentativa de suicídio, eu deixo claro que entrarei em contato com algum parente ou responsável, bem como com uma clínica médica solicitando uma intervenção. O paciente é avisado sobre a quebra, evitando “ser pego de surpresa”. É uma situação delicada, mas a prática de um bom profissional sempre está permeada por questões delicadas. Eu ousaria dizer que essas são as menos difíceis!

A ética do psicólogo, em um sentido mais amplo, está na postura norteadora da sua prática no dia a dia, principalmente no que tange o respeito pelo condição humana e a suspensão do julgamento.

Não me refiro a suspensão de empatia, de envolvimento ou interesse, mas sim, de julgamento. No setting terapêutico, o ser humano traz consigo toda a sua “humanidade”, e não cabe a mim, criada no valor x com crenças y e preferências construir um juízo de valor sobre a bagagem, crenças e preferências de outrem. A não ser, claro, que as preferências construídas (de forma muitas vezes distorcidas) denote risco à integridade do mesmo (como no caso de uma colega cuja paciente trazia como meta aprender a apanhar do marido).

Ouvir, acolher, respeitar, compreender, atuar, resolver, aliviar.

A condução do processo é perpassada por questões éticas a cada minuto. Estudar o caso do paciente, dedicar horas extras, pedir ajuda quando você percebe que suas ferramentas não estão sendo suficientes, não fazer pouco caso, enfim, a forma como você constrói sua carreira e manifesta isso na sua prática clínica é a própria ética do psicológo.

Nem sempre doce, mas buscando sempre ser harmônica.

Anúncios

3 comentários sobre “A ética do psicólogo

  1. Lucas R. Silva disse:

    Olá Nina. Gostei muito do seu ponto de vista sobre a ética: em poucas palavras você disse o que era preciso. Parabéns por seu trabalho no site divulgando a TCC. a. Pe. Lucas R. Silva – Terapeuta Cognitivo Comportamental

  2. rafaelluigui disse:

    Nina eu gostaria de saber uma coisa: fere a ética do psicólogo compartilhar coisas como facebook ou twitter, dês de que o paciente deixe claro que somente vai usar quando for estritamente necessário e não para ficar o perturbando com mensagens a todo momento?

    E mais uma coisa: o fato do psicólogo ser extremamente simpático, fazer elogios e etc., demonstra uma empatia ou técnica para não perder a confiança do paciente? Gostaria muito de ter essas questões esclarecidas pois quero ter a visão correta acerca do psicólogo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s