Equilíbrio sutil das nossas células


Ter qualidade de vida implica em um exercício diário em alimentar todas as nossas células.

Claro que nem todas as células precisam do mesmo tipo e quantidade de alimento. Em fases diferentes da vida, algumas células precisam de mais alimento, outras menos. Mas todas elas requerem atenção. Caso contrário, elas reclamarão.

E você sentirá isso em forma de doença. Frustração. Estresse, apatia, angústia, ou qualquer outra forma que elas encontrem para se comunicar com você. Começa baixinho…. mas podem chegar aos gritos.

E isso é tão simples e óbvio que a gente esquece.

Mas esse é um blog de uma psicóloga, não de uma médica ou bióloga, então é claro que estou falando sobre um tipo diferente de célula. Estou me referindo a âmbitos gerais da nossa vida.

Como sou fã de recursos visuais para ajudar a me expressar melhor, eis um diagrama que eu gostaria que vocês tivessem como base:

 

Cada uma desses células precisa de alimento. E quão mais alimentadas e integradas, maior e mais forte será nosso senso de “eu”, de “self”.

Como todo organismo, esse equilíbrio é dinâmico. Nossas células estão em um processo contínuo de desenvolvimento e evolução, e variam em tamanho e prioridade. Mas só podemos ser completos se começarmos a cuidar de todas elas.

Todas elas.

Se você sobrecarregar uma célula e dar atenção demasiada, ela irá inchar. Ficará desproporcional às outras células, e você entra em desequilíbrio. Conflito.

Da mesma forma que não é possível derramar um galão de 30 litros de água em uma orquídea e ficar alguns meses sem regá-la, se você pensar exclusivamente em uma ou duas células, você perde automaticamente qualidade de vida.

E a chance de ser feliz.

Anúncios

8 comentários sobre “Equilíbrio sutil das nossas células

  1. THAIS Maia disse:

    Muito legal, Nina!!!
    Eu já fazia isso informalmente, dizendo: agora vamos dar um “passeio” por todas as áreas de sua vida.

    Excelente idéia, a sua!
    Posso copiar?

    Abs

  2. Ana Lucia da Silva disse:

    O post é legal mais me deu a impressão de ter terminado subitamente….meio sem fim certo.

    O gráfico é super legal mais o acho que o “self” ficou meio sem jeito ali…já que todas as células estão em português.

    E acho que você poderia dá idéia, tipo exemplo de como alimentar cada célula…claro que não precisa sair dizendo pra todo mundo o que fazer mas creio que exemplo ajudaria quem não tm idéia de como alimentara célula….tipo:
    Familia: Marque um programa familiar, um pic nic, ligue pra aquele irmão com quem não fala a tempos….
    Arte / Cultura: Vá ao teatro, nunca foi? Tente você vai gostar…

    • Oi Ana!

      O texto inicial era para ser mais curtinho mesmo.. Mas eu já venho fazendo o que você me sugeriu! Dá uma atualizada na página que você verá que já escrevi sobre a célula do trabalho e a esfera afetiva. Outras virão! 😉

  3. Ana Lucia da Silva disse:

    Eu vi em seguida e ia complementar o meu comentário mais tive que sair….a idéia é boa, digo de fazer os posts das células separadamente…mais acho que o tempo entre um post e outro da longooooo….

  4. Ana Lucia da Silva disse:

    Eu vi em seguida e ia complementar o meu comentário mais tive que sair….a idéia é boa, digo de fazer os posts das células separadamente…mais acho que o tempo entre um post e outro tá longooooo….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s