Motiva.a.ação

Segunda feira. Geralmente segundas são motivos de resmungos, reclamações, falta de disposição para ir trabalhar depois de um final de semana prazeroso. 

Fiquei pensando como é tênue a nossa motivação, e como muitas vezes deixamos de fazer atividades prazerosas ou gratificantes pois não estávamos motivados para isso. E na nossa carreira? Quantas vezes deixamos oportunidades passar, ou projetos se acumularem em cima da mesa por falta de motivação?  Por medo?

Existe uma máxima muito utilizada com pacientes deprimidos, e que vale aqui também: não espere ficar motivado para começar a fazer as coisas. É quando você começa a fazer as coisas que a motivação surge.

Mas, de qualquer forma, precisamos de uma forcinha extra para dar o primeiro passo. Como então motivar-nos?

Margarita Tartakovsky dá dicas interessantíssimas no site Psych Central e eu gostaria de compartilhar com vocês. O original você encontra aqui.

A autora divide o tema em dois eixos: obstáculos para a motivação e formas de recuperá-la. Como um exemplo de obstáculo podemos citar o Perfeccionismo. Expectativas demasiadamente altas muitas vezes nos impedem de dar o primeiro passo, pois causam angústia e medo de uma possível frustração. A dica é: estabeleça quanto esforço determinada atividade realmente exige. Nem todas as tarefas demandam horas de dedicação. Qual sua real meta, aqui e agora? Muitos trabalhos necessitam apenas serem feitos, sem maiores malabarismos de perfeição.

E o medo? Talvez essa seja a maior erva daninha da motivação. Vários pensamentos começam a pulular em nossa mente: E se não der certo? E se eu fracassar? E se eu fizer algo errado? E nessa cadeia de pensamentos pessimistas, a tendência geral é deixar de lados sonhos e novos projetos de carreira, de vida, mantendo uma estabilidade mais segura, porém morna.

O que fazer? Bem, respire fundo e analise um pensamento de cada vez. Desafie esses pensamentos buscando evidências de sua validade. Busque fatos contrários aos seus pensamentos negativos. Vale pedir ajuda para alguém de confiança. Além disso, transforme seus sonhos em metas concretas, operacionais, e de preferência “pequenas”, que te permitam dar passos menores, porém firmes e constantes.

Se o sonho é fazer medicina, mas vem o pensamento que não serei capaz, comece desafiando esse pensamento negativo. Como foi seu desempenho na escola? Quais suas médias? Como era sua prática de estudo? Você tem recursos para fazer cursinho, aula particular, amigos? Alguma evidência de que você não seria capaz?

Depois passe para as metas pequenas, e concretas: Procurar um bom cursinho. Matricular-se. Pedir informações sobre faculdades e rotinas de estudos. Definir cronograma de estudos. Definir matérias prioritárias. E assim por diante. O monstro de 7 cabeças começa a ficar pequeno, a um passo de ser degolado pela nossa força e motivação que começa a surgir.

E como fazer para recuperar nossa motivação que anda baixa?

1. Avalie seus valores. Que tipo de pessoa quero ser, aqui e agora? Quais valores estão embutidos nessa atividade específica?

2. Pergunte porquê. Ao invés de achar várias justificativas para não fazer determinada atividade, pergunte-se porquê é importante fazê-la. Existe uma razão maior para cumpri-la? Qual sua importância?

3. Faça uma lista das principais vantagens em fazer aquela atividade. Quais os benefícios em realizar determinada ação? Seguindo o exemplo acima, quais as principais vantagens em continuar indo para o cursinho e fazer as intermináveis tarefas? Escreva cerca de 10 vantagens em um cartão e mantenha-o em um lugar visível, como um lembrete nos momentos que a falta de motivação começar a falar mais forte.

4.Repense seus objetivos em termos positivos. Foque no que você quer ganhar, e não naquilo que queres evitar.

5. Aproveite o tempo em que está dirigindo (essa é dedicada para pessoas em grandes cidades, que passam um bom tempo dentro do carro). Usufrua esse tempo com pensamentos positivamente realistas sobre suas metas, seus objetivos, o que e quem você quer ser.

6. Aprenda a andar. Você já reparou como um bebê aprende a andar? Ele se levanta, ainda trêmulo, dá alguns passos, e cai. Depois ele levanta mais uma vez, experimenta os passos, novos apoios, e cai. Dá risada, aprende novas habilidades e se levanta novamente. Use essa analogia toda vez que você tropeçar e cair. Aprenda com seus erros, levante-se e começe a andar.

Essas dicas são exercícios que devem ser praticados diariamente. Cuide com carinho da sua motivação, exercite-a, mantenha a forte para que ela resista às situações de crise, de desconforto e de TPM.

Assim, começo a pensar que cada segunda feira é um pequeno recomeço, um mini “ano-novo”, um caderno em branco pronto para ser preenchido. Não é a toa que segunda é o dia internacional para se começar um regime!

Mas aí é um outro papo……

‘Bora nos animar para a semana que se apresenta?

Anúncios

12 comentários sobre “Motiva.a.ação

    • Beto… uma forma interessante de lidar com o desânimo é identificar o que de fato está te desanimando……… e ver o que é possível para pensar/agir diferentemente.

      E compartilhar!

  1. Luciane disse:

    Realmente…

    Também percebo que um primeiro passo para alimentar a motivação (mesmo que ela esteja morta de fome!) é nos engajarmos em alguma atividade. É ali que ela começa a surgir. E isso talvez ocorra porque percebemos que temos recursos o bastante para continuar com o que tínhamos nos proposto a fazer.

    Percebo que antes da ação, é preciso um motivo. E ele só irá surgir quando começarmos a avaliar o quão importante o alcance de determinada meta é para mim.

    Parabéns, Nina!

    Aula inexplicável.
    Beijões

    • Obrigada Lulu! Lendo seu comentário não pude resistir.. Lembrei do Tim Maia: me dê motivooo!! E é exatamente isso! Procurar os motivos das nossas ações é uma forma excelente para termos energia, ou então descobrirmos que estávamos na estrada errada.

  2. Sandra disse:

    Adorei as estratégias =)
    Vou fazer a lista da dica #3 inclusive.. Espero haver parede suficiente no meu quarto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s